ERP Plus - Consultoria independente especializada no Totvs Microsiga Protheus

Como devo me planejar para migrar para o Protheus 12?

Como devo me planejar para migrar para o Protheus 12?

9 de outubro de 2017
|
0 Comentários
|

Como devo me planejar para migrar para o Protheus 12?

Mesmo sabendo da necessidade da migração para o Protheus 12 até o final de 2017, isso não pode implicar em realizar um projeto às pressas, expondo sua empresa a riscos desnecessários. Planejar bem as fases do projeto, além dos recursos financeiros, físicos e humanos envolvidos impacta diretamente na qualidade do projeto e, consequentemente, na mitigação de problemas após a migração.

Já tivemos a oportunidade de atender clientes que, no passado, tiveram que retornar a versão anterior do Protheus por problemas que só foram identificados após a versão ter sido atualizada em ambiente de produção. Em um deles, só soubemos que eles haviam tido o problema na migração anterior – do Protheus 7 para Protheus 8 – após migrarmos a versão 8 para versão 10. O comentário mais comum nos corredores da empresa era: “Mas esta nova versão não está dando problema. Que estranho…”. Quando perguntei o porquê daquele comentário, contaram a história da migração anterior.

Grande parte do sucesso neste caso podemos atribuir principalmente aos seguintes fatores:

  • A diretoria da empresa apoiava o projeto, devido à transparência sobre cada fase e atividade desde o planejamento;
  • Conhecimento técnico do sistema e do processo de migração por parte da equipe técnica (tanto da ERP Plus como da equipe interna);
  • Usuários chaves engajados no processo de homologação com papéis, prazos e condições ideais para realizarem homologação;
  • Rápida atuação da equipe técnica quando da ocorrência de problemas durante a homologação.

E como fazer para garantir que estes fatores estejam presentes em seu projeto de migração para o Protheus 12? Minha sugestão é adotar os seguintes passos:

  1. Checar se todos os pré-requisitos técnicos já estão contemplados ou se será necessária alguma adequação. Entre estes requisitos, considere o hardware dos equipamentos e softwares necessários ao Protheus 12, que são diferentes do Protheus 11. Aquisição de equipamentos costuma demorar e, quanto antes esta necessidade for identificada, menor será o impacto no projeto;
  2. Definir os responsáveis por cada fase e atividade, seja técnica (como o processo de migração em si) ou funcional (homologação do Protheus 12). Considere que as pessoas envolvidas podem sair de férias ou ter que se dedicar a outras tarefas (participação em auditoria, cursos, viagens, etc.). O usuário ideal para homologar o Protheus 12 deve conhecer bem da operação da empresa e do sistema Protheus. Na parte técnica, é fundamental que o profissional já tenha experiência no processo de migração do Protheus. A contratação de uma consultoria especializada pode poupar tempo e minimizar problemas;
  3. Reserve um espaço físico para a realização dos testes, preferencialmente com sala e equipamentos exclusivos para este fim, de forma que o usuário não seja interrompido por ligações ou e-mails;
  4. Definir um cronograma detalhado de trabalho, considerando o tempo que a equipe técnica terá para preparar o ambiente para os usuários testarem, o tempo dos usuários na homologação e uma data ideal para migração em ambiente de produção.

Como a homologação é fundamental para o sucesso do projeto, no próximo artigo falarei sobre que cuidados devem ser tomados na homologação do sistema.